Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Fechar

O design de interiores pós pandemia

Qual a função do designer? A pergunta pode parecer simples e fácil de responder, mas na verdade não é.

O designer é, sem dúvidas, um profissional amplo e com competência para atuar em diferentes áreas. Sua principal tarefa é solucionar problemas, vendo o que a sociedade/cliente precisa.

Com a concentração da maioria das pessoas em casa, é normal que os olhares se voltem para coisas que normalmente passam despercebidas no dia-a-dia.

É normal que pensemos também em soluções para nos livrar do vírus (além dos cuidados de higiene), ou que facilite os novos hábitos.

Se buscarmos na história, muito do design de nossas residências e mobiliários surgiu em decorrência de grandes epidemias que nos afetaram no passado.

Grupo de mulheres com máscaras durante a epidemia de gripe de 1918, em Brisbane (Austrália).

Segundo a professora de História da Arquitetura, Juliana Suzuki, em entrevista à editora Abril, as medidas sanitaristas relacionadas ao morar se iniciam na Europa, no final do século 19, com a epidemia de cólera na Inglaterra.

“Medidas que para nós, atualmente parecem simples, nessa época tinham que ser leis imposta pelo governo para serem cumpridas, como a limpeza de casa e lavagem das mãos, por exemplo” – complementa.

Um exemplo, são os quartos, que em alguns casos não tinham janela nenhuma, mas depois percebeu-se que a não ventilação colabora com a propagação de doenças, desde então foram pontuadas normas para que tivessem.

Sobre os móveis, era comum que se tivesse módulos separados para armazenar roupas e pertences, uma vez que os armários não eram suficientes, posteriormente a mudança para concentrar tudo nos armários aconteceu para facilitar a limpeza dos quartos.

Depois de algum tempo, essas práticas de saúde se mostraram muito efetivas e tornaram-se rotina, incorporado na arquitetura e na decoração.

Banco com arrumação para sapatos – Ikea

Ainda é cedo para medirmos os impactos do Covid no layout das residências ou no mobiliário, contudo, pode ser que futuro, as casas terão pias ao lado das portas principais, bem como espaços para deixar os sapatos e roupas e até, talvez, entradas separadas que vão direto para os toaletes, para que a higienização aconteça antes de entrar, mas enquanto isso temos que seguir as medidas sanitárias e tomar todos os cuidados necessários.

5.00 avg. rating (100% score) - 3 votes
Esse conteúdo foi útil?
5.00 avg. rating (100% score) - 3 votes

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *